Não há nada mais arrebatador, mais ensurdecedor, que o amor que sinto e o som das batidas do meu coração por você.  O sentimento é puro. E, tenho completa certeza: novo aos dias de hoje, mas exatamente igual ao amor de “nossos avós”. 

Ao tocar tuas lindas mãos, é possível sentir uma energia que se transfere e me toma por completo. Posso, estranhamente, sentir teu sorriso só pelo toque das mãos. Posso sentir o seu cheiro, pelo simples toque das tuas mãos. Muito provavelmente, poucos acreditariam nessa situação. E sei que colocariam mil e uma teses, ou citariam duas mil pesquisas científicas, mas só eu posso afirmar o que sinto ao ser tocado por você. Quando nos beijamos pela primeira vez, eu consegui entender, em poucos segundos, o que acontece quando encontramos as pessoas erradas. Sim, as pessoas erradas. É impossível comparar o toque dos lábios de duas pessoas que se amam. Quando as almas, cujas foram destinadas às outras se encontram, acredite, a sensação é incomparável. O mesmo acontece quando você se deita intimamente com alguém que ama. 
Te encontrar, de fato, foi um dos melhores aprendizados da vida. E o aprendizado que definirá inúmeras etapas ao decorrer dos anos. Eu não acredito que sejamos capazes de amar duas vezes na vida, mas respeito quaisquer outras teses e opiniões. A minha não é a melhor, eu sei, mas eu sinto que, amor como o que sinto por você, não há repetição. Ele é único. Ele é teu.
– F. Z