Diário

Tudo começou em 2013, quando Deus colocou em meu caminho a pessoa que iria mudar a minha forma de pensar e me ajudar a agir da melhor forma. A pessoa da qual cuidaria de mim, assim como eu também cuidaria dela. A pessoa, sem dúvida alguma, que iria me fazer o homem mais feliz de todos.

Cheia de sonhos, ela foi logo colocando para fora tudo o que a ela pertencia. Eu falo de sonhos, de pensamentos sobre o amor, família e amizade. Preocupações em casa e de como ela cuidava do seu avô. Sem muito tempo a perder, ela entregou seus sentimentos e foi sincera ao que sentia. Eu não dei muita bola, pois eu mal sabia que eu já a amava. Cobrava coisas das quais ela não tinha a menor obrigação de informar e fazer, mas amava quando ela ficava pertinho, doce como sempre foi. Eu confesso não ter sido muito doce, mas tive minhas doçuras com ela. Dois imaturos com suas maturidades particulares, acabamos tendo conflitos e foi assim por ano ano. Certo dia, nos separamos e parecia que iria ser assim pelo resto da vida. Mas realmente precisávamos daquilo. Ela foi para um lado, eu para o outro. Não queria ter pedido que ela fosse embora, mas pedi. E ela foi. Ela foi, mas deixou parte do seu coração partido comigo. Como se dissesse: “Toma! A parte que você quebrou!” – e eu peguei. O tempo distante me fez perceber que eu queria reparar aquele pedaço que eu quebrei, e o destino (Deus) nos aproximou novamente e eu pude provar que havia consertado impecavelmente a parte do coração quebrado. Ela acreditou e aceitou e nós ficamos unidos por um bom tempo. O tempo que só seria o começo. O tempo que se forma hoje. Há um ano, nós temos vivido os melhores momentos e os piores também. Mas esses melhores foram tão bons, que os piores não são destaques em nenhum momento. Hoje em dia, a vejo sorrir tão brilhantemente. Ela se dedica tanto ao nosso amor e está sempre disposta a continuar e fazer o melhor para os dois. Hoje, 23/06/2017, é o dia mais feliz e esperado da minha vida. Sempre temi o primeiro ano de tudo, pois é sempre que há a desregulagem da coisa. E nada acaba ficando bem. Mas estamos bem e felizes. E, assim que ela ler isso, quero que saiba que “amo muito o coração que habita em você. Amo muito o sorriso que você me dá. Amo a farinha triste que faz quando quer alguma coisa e deseja me comprar. Amo quando olha meio de lado, desconfiada de que irei fazer alguma coisa errada. Gosto quando você deita no meu colo e fecha os olhos, sorrindo, e diz ‘assim irei dormir, viu?’. Eu amo todos os teus jeitos. Amo o toque das tuas mãos e o conforto do seu abraço. Eu amo tudo em você, Ana Larissa. Eu sei que os últimos dias não têm sido muito bons, mas os próximos poderão ser maravilhosos. E serão. Quero agradecer por esse um ano de muito amor e companheirismo. O quanto você me ajudou e me fez feliz também. A paciência que você teve pra lidar com minhas birras e agradecer o quanto aprendemos com nossas arengas. Eu decidi não fazer texto, para te fazer essa pequena surpresa. Não é muita coisa e é bem menos dos aniversários anteriores, mas o que eu quero mesmo te dizer, vai ser pessoalmente e no momento certo. Quero dizer pessoalmente para que fique gravado na sua mente todas as palavras que tenho para dizer. Que, em resumo, é eu amo você.

Feliz 1 ano, meu amor. Deus nos abençoe hoje e sempre. Eu te amo!

Anúncios