Cuidados

Oi meu amor!

Bom dia!!

Posso dizer que a saudade é grande, mas quando estou doente, triplica mesmo. O querer de ser cuidado, de receber carinho e mimos (mesmo ficando chato quando você me “obriga” a comer/tomar algo), faz muita falta. Acordar de madrugada e não poder sentir teu corpo quente fazendo conchinha em mim e vice-versa, ou você me acordando ao se mexer para ir ao banheiro… A saudade é imensa. Nada faz sentido sem você, meu amor. Nada. Eu sei que ando um pouco diferente em certos aspectos, mas estou sempre querendo ser o mesmo (e melhor) para você, como bem merece. Posso não estar cumprindo certas promessas, mas eu não quero que deixe de acreditar em mim. De ter esperança por algo. Que deixe de sentir expectativas… Porque isso é que nos faz conquistar as coisas. E muito há de vir, e eu vou te mostrar que sim. Te mostrar que eu sou o melhor namorado/marido (e único). Ps. Essa vida é muito curta para nós dois, A.L. Essa vida é muito curta para te amar. Por isso, te amo a cada dia como se fosse o último. Quero ser a razão da tua felicidade hoje e sempre, meu amor. Quero ser o teu orgulho, assim como és pra mim. Quero ser aquele seu suspiro quando tiver querendo me definir para alguma amiga/familiar, antes de dizer “ah… Ele é…”, sem que você consiga terminar de dizer o que eu represento em sua vida. Sem que você consiga explicar, pois sua boca gostaria de dizer tudo o que vem em sua mente, e seu coração explodir todos os sentimentos que ali se encontram, sabendo que a única forma de resumir é “ele é o meu F”.

Que Deus te abençoe.

Obrigado pelo cuidado, obrigado pelo companheirismo, obrigado por ser a minha maravilhosa companheira.

Eu te amo muito