Estou partindo, mas sem despedidas. Lembra de quando você me sorriu, na tarde de 17 de Março de 2001? Eu estava naquele balanço enferrujado, e a luz do Sol em meu rosto através das folhas das árvores que haviam na casinha que pensávamos em restaurar. Você me disse algo como: “Só precisamos entender os sinais um do outro.”  Foi uma grande verdade para nós dois. Os sinais. O melhor aprendizado de nossas vidas. Ao longo dos anos, nós nos acostumamos com os sinais, mas não nos preocupamos em transformá-los em coisas boas. Você ignorou meus sinais por estar muito cansado, e eu os seus por estar ocupada. Muitos pensam que não, mas a ação de hoje será peça-chave para uma decisão amanhã. Pois é. O amanhã chegou para mim. 

– Diário de um sonhador / A Semente do Sentimento 

Anúncios

Que tal dizer algo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s