Olha só! Mais uma vez me vejo no último segundo do relógio. As nuvens se dissolveram tão rápido no ar, que não deu tempo de sonhar ou fazer desenho em nuvem. Pude sentir a frieza da chuva em alguns dias, mas poucas gotas senti cair sobre minha cabeça. Raras foram as vezes em que coloquei os pés fora de casa. Se por medo? Talvez… Hoje, eu não sei mais o que me aguarda lá fora. As tristezas me deixaram um pouco amedrontado, mas não frágil. O tempo trancado me fortaleceu. Deixei de ser uma presa fácil e aprendi a observar melhor os corações inimigos. Bons corações bateram à minha porta durante esse tempo, mas apenas bisbilhotei pela brecha da janela. Eu já disse isso uma vez, mas não canso de citar o fato da janela. E digo mais: isso não significa que não abrirei a porta para alguém. Para tudo há o momento certo, hora certa e dia certo. Eu só preciso colocar tudo no seu devido lugar. Deixar o ambiente confortável, afinal, não quero receber visitas. Chega de visitas! Quero dividir meu lar e nada mais. 

— Diário de um sonhador

Anúncios

Um comentário em “

  1. Sabe? Tão quieto, mas tão profundo, tão encantador e tão real ao mesmo tempo, mas é exatamente assim com essa mesma sensação, com esse mesmo desejo. As vezes me pergunto como se consegue descrever tão bem os momentos ao ponto de chegar tão sorrateiramente em várias pessoas no mesmo momento. É fascinante!

Que tal dizer algo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s