Estou fazendo as malas, mais uma vez. Só que dessa vez não avisarei a ninguém. Recolhi o que preciso para seguir em frente: o que bate dentro de mim, no peito. O resto, deixei. Até a roupa que mais gostava, deixei. Sem choro, sem volta. Olhar firme e cabeça erguida.
— Adeus, lar doce lar.

— Diário de um sonhador

Anúncios

Que tal dizer algo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s