Quando comecei a escrever minhas primeiras frases, num velho caderno de desenho, aos 14 anos, meu maior desejo era escrever um livro. Após escrevê-lo, desejei amar alguém. Quando amei, desejei não sofrer a dor do abandono, da ausência repentina, do vazio, e das noites solitárias. Desejei não caminhar sozinho, não sentir mais medo, e não cair sem ser amparado. Mas não funcionou. O amor insistiu em me deixar. E depois que o amor me deixou, passei a desejar meus 14 anos de volta.

— Diário de um sonhador

 

Anúncios

Que tal dizer algo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s