Seguir

Quando temos nossos sentimentos partidos, despedaçados em inúmeros e minúsculos fragmentos, erroneamente pensamos que tudo acabou. Olhamos todo aquele trajeto sumindo vagarosamente, sendo encoberto por névoas. Ver todos os planos, e toda aquela felicidade virando passado, não é fácil. Ficamos com medo de seguir em frente, porque o “em frente” não mais é seguro. É escuro e incerto. Na verdade, seguir em frente é uma das tarefas mais difíceis. Acordar, sentar na beira da cama, e perceber que toda aquela dor do dia anterior não era pesadelo, dói ainda mais. Replanejar, reorganizar, reacordar e reviver, são tarefas essenciais a serem cumpridas. Buscar ideais, traçar novos objetivos, e entender que a vida é isso mesmo, é dor de aprendizado, é desilusão, é sentimento devolvido de bandeja, como se não tivesse significado nada numa primeira troca de olhar. E acredite, quem devolve sentimento é porque não o quer para si, não está pronto para cuidar, ou não sabe o que fazer com ele. Porque amar é preciso dom, tem que vir da alma, tem que ser de coração, de sorriso, de olhos, de braços, de pés, de dedos. De corpo – literalmente – . Mas, é preciso saber perdoar e, acima de tudo, se perdoar. Reconhecer que pessoas erram, mas que a sinceridade é tão importante quanto o reconhecimento. Saber que amor é sempre bom, mas quando ultrapassa o amor-próprio, já não é mais amor. E, definitivamente, entender que sentir saudade não é feio, não é errado, não é pecado e muito menos vergonhoso, mas sim algo bonito e puro. Saudade é sinônimo de sentimento bom, é a prova real de que algo um dia te fez feliz. Para os que sabem amar, é um tanto fácil transformar saudade em novos ânimos, reconstruir os sentimentos para quem souber e quiser, de fato, fazer moradia dentro de nós. Porque o amor é a união de todos os sentimentos bons, e o mundo está cheio de pessoas prontas para amar. Levantar, seguir, viver e amar — Sempre. 

— DS

Anúncios

Que tal dizer algo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s