O problema é que sei quando as pessoas estão me evitando, quando estão se distanciando e quando não me querem mais. Me sinto como um vinil, que ao bater o final da agulha nas bordas, ela volta para o seu lugar aguardando que alguém vire ou coloque outro pra tocar. Daí vem novas musicas, novas sensações, novas emoções. E nessa vida eu sempre fui o vinil.

— Diário de um sonhador

Anúncios

Que tal dizer algo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s