Há quem duvide de você, da tua alma, dos teus princípios, dos teus bons gestos e sentimentos. Há quem duvide do teu lindo coração também. Quem não entenda a menina e a mulher que há dentro de si. Ou não compreenda de que é feito esse sorriso, que já foi sofrido, mas vencido. Vencido pela dor que, inevitavelmente, um dia alguém causou. Passou, curou. E como semente de Gerbera em terra fértil, floriu um sorriso belo. Há quem não te entenda por completa e incompleta. Porque haverá sempre uma interrogação naquele que não te observar por onde todos deveriam. É um labirinto, um caminho onde alguém pode se perder, ou te achar. Bastará olhar, sentir, desvendar e seguir o caminho supostamente certo, dificilmente incerto. Poucos entenderiam que estou falando dos teus olhos castanhos-escuro. Como um raro entardecer, em que nuvens negras carregadas prontas para desaguarem, são iluminadas com o pôr-do-sol. É de uma natureza inigualável. Teus olhos são as chaves dos teus mistérios. Costumo dizer que os olhos são as únicas portas para enxergar a alma. E digo: quem conseguir enxergar tua alma através dos teus olhos, não terá o que duvidar de você. Verá de tudo que há mais belo. Entenderá o verdadeiro significado de um pôr-do-sol.

Pam ❤ 23/07/2013

Anúncios

Que tal dizer algo?

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s