Eu estou indo embora sem que você perceba. Tudo bem você não ler isso. Não agora. Sei que você entenderá quando ler. E estou fazendo isso, não para te machucar, mas sim porque você precisa disso. Você precisa ficar só, fazer ajustes no seu interior, ser mais pra si do que para os outros. Eu vou te deixar só, acredite, para o seu bem. Há coisas em você que eu não consigo ajustar, caminhos que não consigo te guiar, e trilhos que não consigo alinhar. Porém, eu por perto, é impossível que você faça esses ajustes. Encare como uma paz de mim. E, se você fizer a coisa certa, ficará tão leve que o vento vai te trazer para mim novamente. 

– Diário de um sonhador / Celeste 

– “Você também age assim.”
Então, eu disse: 
– “Claro! Mas quem foi que disse que é assim que se age? Que é certo? Talvez você tenha uma definição errada de como é amar e ser amado. O fato de você me amar com meus defeitos não te dá o direito de tomar para si os mesmos defeitos. Isso é errado! Nós somos uma engrenagem com muitas falhas. Juntos, nós viramos uma máquina. Se essa máquina tem algum defeito, é necessário que haja algum reparo. O mau uso, querido, não vai ter volta. Essa máquina não tem garantia. Ou ela é uma máquina bem cuidada, ou viraremos peças de ferro velho.”

– Diário de um sonhador / Celeste

E todos têm sempre essa mesma mania de dar tempo ao tempo, e ficar sem tempo para nada. As promessas são as mesmas, eu já sei de cor. As atitudes, nem sempre, refletem as próprias promessas. E isso, é claro, eu também sei de cor. E aí a gente trava essa batalha com a mente: estão agindo certo ou errado? Afinal, o que é certo ou errado? Eu não sei. Mas posso afirmar que meus sentimentos nunca me faltaram com a verdade. E quando eu sinto que estão agindo errado comigo… O tiro é certeiro. 

– Diário de um sonhador / Celeste 

Apesar de parecer leve, ainda me pesava toda aquela situação. Para muitos, tudo estava normal. As rotinas preenchiam os dias, os problemas preenchiam as horas, as horas consumiam suas mentes, e poucos tinham condições psicológicas para me questionar algo. E não me sobrava sequer coragem para enchê-los. No final das contas, tudo passou despercebido. Inclusive as horas. Inclusive eu.

– Diario de um sonhador / Celeste 

Depois do jantar, saímos de mãos dadas, dando uma volta na praça para admirar a lua. Ele sempre dizia que os meus olhos refletidos pela luz eram lindos, ele só não tinha a noção que mais lindo que meus olhos, era o sorriso dele refletido pelo luar, o toque das mãos pela brisa da noite, o abraço como calor natural dos corpos.

– L. S. 

Hoje a noite parece ter sido diferente. O calor não favoreceu muito, mas o que mais fez falta não foi o frio ou um vento natural, e sim o seu beijo de boa noite, ou a maneira que nos abraçamos antes de dormir ou dormindo. Você virou para o lado e eu não quis te incomodar. E, apesar de ter ficado a noite toda acordado, sonhei com a esperança de que as noites futuras não sejam assim. Seria um pesadelo. 

– Diário de um sonhador 

Existe em mim, uma grande admiração por você. Não há como não te olhar nos olhos e não enxergar essa garra pelos objetivos, essa capacidade de fazer funcionar a difícil engrenagem da vida e as tamanhas responsabilidades. Você sabe que não está totalmente feliz fazendo o que faz, mas preza pelos seus objetivos e cumpre os seus deveres. Muitos nem são seus, mas você faz. Como qualquer ser humano, uma hora cansa. Eu sei. Você deságua em meio aos ponteiros que não cabem mais no seu relógio. Tudo te consome! Até a noite te consome. Há quanto tempo você não admira o brilho da Lua? As lágrimas que caem sobre o teu rosto não são de derrota, e sim de vitória. Você é demais para o que faz. Você é grande demais para o pequeno objetivo que te propuseram. Todos sabem: você tem lindo coração e uma alma maravilhosa. Está escrito no teu olhar, oh, pequena! Você já venceu essa batalha. Está chegando perto do final dessa rodada. Só quem venceu na vida, sabe o bem que os maus momentos fazem. 

– FZ – LS

Talvez, eu nunca seja o esperado e inesperado. O Chover, quando se espera o Ensolarado, ou a própria Chuva, quando esperada. Pouco talvez, seja a falsa capa de algo bom e novo, que se apudera de um corpo e alma desgastado e descartável. Valores perdidos, que tentam ser resgatados e reciclados. Em vão, são. A literatura já não necessária a ser lida e absorvida. O conto já não acreditado. O bastar do ser previsível demais. Que a história fique marcada, mesmo assim. Que a trajetória seja sempre lembrada, mesmo assim. Pois, os esforços foram muitos para uma luta interior que já se dava por vencida. E venceu. A luta, sim, há de ser lembrada.  

– Diário de um sonhador 

Estou partindo, mas sem despedidas. Lembra de quando você me sorriu, na tarde de 17 de Março de 2001? Eu estava naquele balanço enferrujado, e a luz do Sol em meu rosto através das folhas das árvores que haviam na casinha que pensávamos em restaurar. Você me disse algo como: “Só precisamos entender os sinais um do outro.”  Foi uma grande verdade para nós dois. Os sinais. O melhor aprendizado de nossas vidas. Ao longo dos anos, nós nos acostumamos com os sinais, mas não nos preocupamos em transformá-los em coisas boas. Você ignorou meus sinais por estar muito cansado, e eu os seus por estar ocupada. Muitos pensam que não, mas a ação de hoje será peça-chave para uma decisão amanhã. Pois é. O amanhã chegou para mim. 

– Diário de um sonhador / A Semente do Sentimento 

O choro contido foi uma forma de proteção. Um alicerce. O momento só pedia um local tranquilo e um forte abraço. O teu abraço. Um consolo. O estremecer do chão, enquanto o trem vem, sempre me consome. E todas as vezes eu fecho os olhos e sinto o frio e a tristeza. Eu sei, o jeito de descrever parece mais triste que a situação, mas o motivo disso tudo é o que me fortalece. Haverá um dia, meu amor, que o estremecer será trocado pelo pulsar do seu coração enquanto dorme ao meu lado, e o barulho do trem será trocado pelo silêncio do teu olhar ao acordarmos juntos. Amém.

– F.Z.

E quem disse que não há como se apaixonar todos os dias? Ou melhor: estar ainda mais apaixonado, todos os dias, todas as manhãs, a cada passo do ponteiro de um relógio, a cada semáforo que abre e fecha, a cada som das folhas nos galhos das árvores? Se alguém duvidar, me procure, porque sou prova viva disso.

– Diário de um sonhador