Acabei achando aquela foto em que você escreveu “Te Amo.” num papel, em 2013, com a legenda “para você, naquela época.” Você sempre foi mais que uma amiga. Apesar de menina, você tinha um sentimento muito maduro. Eu te enxergava como uma amiga para a vida inteira, e olha só o que Deus me presenteou: uma amiga e companheira para a vida inteira. Um alicerce. 

– Diário de um sonhador 

​Às vezes penso que tudo isso é um sonho. Quantas madrugadas me peguei escrevendo sobre o Amor que eu gostaria que existisse na minha vida? E quantas vezes duvidei que isso realmente fosse possível? Não era fácil escrever sobre pessoas que se amavam profundamente, mesmo que elas não existissem. De certa forma, existem. Dentro do meu coração, eu conheço cada casal apaixonado que tracei em palavras, e os que se odiavam, também. Personagens também ensinam coisas. E com alguns aprendi o essencial da vida: acreditar no sentimento verdadeiro, mesmo que você não tenha a mínima ideia do que seja. Acreditar, apenas. 

– Diário de um sonhador

Vez alguma, ao te deixar, foi tão dolorosa quanto a de hoje. Eu, que já estava “acostumado” com as despedidas em meio ao trânsito e estações, me vi te deixando deitada, em lágrimas de saudade. Está cada vez mais difícil, porém, mais forte. O Castelo está ganhando forma, meu amor. A Fortaleza está pronta. Nossa história está sendo construída pouco a pouco. Continuarei a enxugar tuas lágrimas e a beijar o teu sorriso, até o fim. Ou melhor: até o começo. 

– FZ/LS

Há momentos em que a mente cansa. Sem energia, você só consegue parar, sentar e pensar. Sentir e respirar. As rotinas são tão automáticas, que você não percebe que há alguns papéis no chão do quarto, que foram derrubados há uma semana. Há um pouco de poeira na cabeceira da cama e há uma revista que não foi lida. Um meio sorriso por perceber que nem era o lugar que você gostaria de estar. Tudo está passando tão rápido entre os olhos. É difícil acompanhar, eu sei. E se quer conversar, eu também sei. Mas a gente não quer mais cansar ninguém, ou até mesmo se cansar de cansar alguém. Você pensa na altura do sucesso e no abismo do fracasso. E percebe que tudo parece estar tão longe e ao mesmo tempo tão perto. Desaguar de dentro pra fora, algumas vezes, é um bom remédio. Chuva que molha e lava a alma. Lava a alma. – Diário de um sonhador

Dois num só. De corpo e alma.

Senti o amor por completo. O encaixe perfeito. O entrelaço e o abraço. Dois num só. Nossos corações bateram forte e sincronizados. Junto ao nosso respirar? A sinfonia perfeita. Dentro do nosso olhar? Um sonho realizado. Entre os nossos sorrisos? O momento mais esperado. A vida nos surpreendeu. Fez calar o pensamento de todos os planos, e mostrou que o perfeito está além do planejamento e momento que se quer. O momento certo foi aquele em que senti o que jamais havia sentido: o calor do amor. Uma sensação que não dá para esquecer. Enquanto você fixava o teu olhar no meu e falava meu nome, pude ver toda a nossa vida diante dos teus olhos. O cheirinho dos teus cabelos, a doçura da tua pele, a maciez dos teus lábios… A sensação de um elo que se fecha entre duas almas, prendendo-as de forma livre numa vida a dois. “Vocês permanecerão juntos por toda a vida.” – ouço subconscientemente. E diante disso, sinto todo o teu desejo no calor da tua pele. Tua felicidade através do teu coração que batia forte de encontro ao meu. E com essa força, percebi que você foi a primeira mulher a me fazer sentir uma das melhores sensações que o calor do amor pode fazer. Me perdi nas tuas curvas para achar o caminho certo para o teu coração, onde é o meu lugar. Onde viverei para te amar dia após dia. De corpo e alma. 

Para sempre. 

​Eu passei parte da minha vida te procurando sem saber ao menos quem era você. Procurando um lugar confortável para descansar meu coração. Onde eu pudesse me sentir em casa e cuidar do que realmente era meu. E encontrei. Agora, não sei mais ficar sem você. É do teu sorriso que vem minha alegria, do teu amor que vem minha calmaria, e é de você que tiro forças para viver e sobreviver.

– FZ / LS

[A última carta]

Foi a parte mais difícil. O último suspiro. A impotência. O inconformismo. A última pedra atirada num lago cheio de vida, amor, alegria… Paz. Fechei os olhos enquanto lágrimas caíam. A dor não se mede. É um pecado querer calculá-la. E é dispensável o pedido de ajuda. A gente cai e cai feio. Mas vê que o feio se torna bonito quando o que se sente, apesar de triste e doloroso, é puro. É amor. Eu não tive com quem falar, desabafar, desaguar. A gente nunca acredita que aconteceu, porque quase tudo lembra o que mais te mantinha vivo e esperançoso. O que te fazia acreditar que algo era inquebrável. E, por mais que você sempre passe por essa situação, em pedaços, você se convence de que não acontecerá mais. Porém, é em vão, de antemão, aviso.

O que sobra são cartas, mensagens e momentos inesquecíveis. A dor é imensa, acredite. E, por mais que eu saiba que aquela mensagem não chegará ao destinatário, entendo que fiz o que pude para evitar. E estou saindo de “casa”, porque o lugar não traz mais alegria.

Foi um ano difícil em todos os aspectos. Projetos nasceram e morreram. Alegrias vieram, mas tristezas também. Abracei e ganhei abraços. Lucrei e tive prejuízos. Mas, dessa única vez, não tenho muito o que dizer. Porque o que eu mais quero falar está preso por dentro. Sentimentos revirados.

Rec, 23 de Dezembro de 2015.


— Diário de um Sonhador


[ Menina 1 ]

Lembro do teu olhar na sacada daquele lugar. Era um olhar doce, mas expressava nervosismo. Parecia que você não sabia bem o que fazer naquele momento. Você se lembra? Enquanto eu te mostrava coisas aleatórias da cidade, o brilho da lua iluminava teu rosto e você me respondia com palavras curtíssimas, fingindo estar prestando atenção. Eu fiquei com um certo medo de te olhar nos olhos, porque, naquele momento, o que eu mais queria era te abraçar forte. Voltamos confusos para nossas casas.

— Diário de um sonhador/Menina